É com você Gestor(a) de TI: alguns hábitos que destroem a liderança de qualquer um.

Se você tem alguma destas atitudes, é hora de mudar e adotar novos comportamentos para motivar sua equipe.

Se você é um empreendedor, supervisor ou diretor de uma equipe dentro de uma empresa, suas habilidades de liderança podem ditar o seu sucesso ou fracasso profissional.

Como líder, você pode traçar um caminho que levará a um objetivo e irá inspirar sua equipe, mas se estiver errado, poderá comprometer a gestão do grupo e deixar uma impressão negativa.

Muitas vezes os maus hábitos ficam no caminho de um líder eficaz.

Estes são alguns dos piores hábitos que podem comprometer a sua capacidade de liderar:

1. Isolar-se. Há muitas maneiras de se isolar das pessoas. Você pode fazê-lo no escritório com foco em seu trabalho ou emocionalmente não deixando as pessoas chegarem perto de você.

De qualquer forma, isolar-se pode causar duas coisas:

a) cria ressentimentos. Se você isolar-se dos seus colaboradores, eles lhe perceberão como um(a) estranho(a) ao invés de vê-lo(a) como parte da equipe, o que pode afetar a comunicação.

b) Você irá se distanciar do trabalho que está sendo feito, o que pode interferir com a sua capacidade de se concentrar no trabalho.

2. Definir a direção. Isso é bom, é o que fazem os bons líderes. Mas ser muito rigoroso pode causar muito dano a sua credibilidade e capacidade de liderar.

Muitas vezes, os líderes se tornam obcecados com a ideia de que eles são responsáveis pelos resultados e, em um esforço de ter o controle sobre tudo, criam planos rigorosos sem dar ouvidos a sua equipe, perdendo insights importantes que poderiam levar a melhores soluções.

É o caminho mais fácil para o ressentimento e a desmotivação da equipe, diminuindo a quantidade de ideias e interferindo até mesmo na produtividade.

Da mesma forma, se o plano é muito inflexível/amarrado, você perde a oportunidade de se adaptar quando surgirem problemas (e pode apostar, é nesses momentos que eles surgem).

Flexibilidade é sempre importante.

3. Concentrar-se em tarefas diárias. Há duas maneiras dos líderes se concentrarem em tarefas diárias, a primeira é pessoal e a segunda como um supervisor.

Pessoalmente, se você gastar todo o seu tempo se preocupando com coisas não tão importantes, você nunca terá a chance de realmente pensar sobre os problemas e metas que enfrenta como um grupo.

Como resultado, você dificilmente conseguirá refletir, mudar ou redirecionar as iniciativas, por estar muito focado em apagar incêndios.

E é nessas horas que delegar algumas das suas responsabilidades se torna essencial para poder enxergar o todo. Como supervisor, centrar-se muito nas atividades diárias de seus funcionários pode ser um problema.

Isso faz você olhar como um micro gestor e pode irritar ou perturbar o fluxo de trabalho de seus empregados. Encontre pessoas em sua equipe que você pode confiar e que termine o trabalho.

4. Na hora do erro racionalizar demais. Inventar desculpas. Em uma posição de liderança raramente você tem a chance de inventar desculpas para os pequenos erros, mas quando você vê os resultados finais de sua campanha ou enfrenta um problema recorrente que não pode entregar, é fácil encontrar formas de racionalizar o que aconteceu.

Inventar desculpas não é o mesmo que encontrar uma causa raiz; o que se deve fazer é rastrear a verdadeira origem do problema e eliminá-lo.

5.Trabalhar duro. Muitos líderes têm de lidar com o peso de suas equipes, trabalham longas horas, evitam os descansos e quebras de atividade, chegando até mesmo a ficar acordados durante longos períodos para dar conta do recado.

Ainda que isso possa lhe ajudar a cumprir um prazo de entrega ou terminar algo urgente, no final poderá prejudicar sua liderança. Falta de sono pode afetar o seu foco, concentração e até mesmo a saúde física.

Se você não descansar, perderá a oportunidade de se livrar do estresse, o que consequentemente irá deixa-lo mais irritado e menos produtivo.

Tire um tempo para relaxar, a sua equipe vai sentir isso também, afinal ninguém é de ferro.