Por um 2016 mais produtivo e de metas cumpridas: 5 técnicas para manter e cumprir as resoluções de ano novo sorrindo!

No geral se pudéssemos ter uma foto do “antes e depois” das resoluções de ano novo, com certeza não veríamos poucas pessoas resolutas, de semblante rijo, peito estufado, cheias de determinação no dia 1° de janeiro.

E arrastando-se abatidos(as) lá pelo dia 20 do mês seguinte…

Mas não fique desanimado, nós do Milldesk faremos de tudo para que você possa seguir firme em suas resoluções, fique atento(a) a estas dicas e faça seu ano valer a pena!

Foco: não queira fazer e manter uma montanha de resoluções

Já sabemos como é criar uma lista com metas para o ano novo: começa-se prometendo fazer mais exercício, fazer um mestrado ou atualização profissional, fazer as reformas necessárias na casa ou escritório, aprender uma língua nova, aprender a programar, ficar sarado(a), fazer Tai Chi, ufa…

Antes mesmo de começar tudo isso você já estará esgotado(a).

Tenha foco, estabeleça uma hierarquia e foque nas resoluções mais essenciais, que você realmente pode cumprir ao invés de mil e uma que você nem tem certeza se conseguirá.

Não seja abstrato(a), tenha metas específicas

“Viver mais tranquilo” ou “procurar ser mais saudável”, “procurar evoluir como pessoa”, etc, embora sejam intenções nobres e necessárias não são objetivos realistas, específicos.

Faça um planejamento com metas específicas: comer tantas gramas de verduras por dia, fazer natação ou yoga duas vezes por semana ou estudar uma hora por dia russo ou programação, só para exemplificar.

Segundo um estudo sobre a mudança de condutas (e sua manutenção) estabelecer propósitos pontuais elevam as chances de concretizá-los.

Comece aos poucos, planeje objetivos escalonados e utilize recursos que o ajudem a evoluir.

Criar um plano com metas precisas ajuda a não mudar tudo “da noite para o dia”, querer fazer tudo e não fazer nada…

Comece aos poucos, vá escalonando tanto no nível de prioridades como no nível de intensidade desses objetivos.

Por exemplo, é melhor começar trotando cinco minutos e caminhar outros cinco que tentar correr trinta minutos seguidos sendo que é primeira vez que você faz isso e desanimar na primeira semana porque falta fôlego.

Se a ideia é se tornar mais produtivo mas você é o tipo de pessoa que se distrai, se perde fácil em meio a tantas tarefas o método Pomodoro pode ser uma boa técnica para ir aprimorando a produtividade, entre outros.

Com o Pomodoro, você trabalha por 25 minutos, tira um intervalo de 5 minutos, depois volta a trabalhar por mais 25, e repete o ciclo até completar 4 “sprints” seguidos – e aí sim, é hora de tirar um intervalo mais longo de trabalho. Simples, não?

Mas existem vários outros métodos, e ferramentas para ajudá-lo(a), seja o que for, comece com calma para não se perder e acabar desanimando e mais uma vez se frustrando por não conseguir cumprir sua meta, um passo de cada vez e com tempo vá aumentando o nível.

Peça ajuda

Segundo este estudo, o apoio social ajuda muito a cumprir as resoluções pessoais.

Organizações como os A.A (alcoólicos anônimos) estabelecem um “sponsor” para quem assiste as reuniões, alguém a quem se possa recorrer nos momentos de fraqueza.

Mas você não precisa aderir a alguma organização ou associação para contar com o apoio de alguém, basta compartilhar sobre seus objetivos do ano com alguns amigos e familiares que com certeza saberão exercer a pressão certa.

Não precisa proclamar suas resoluções aos quatro ventos, a menos é claro, que queira ter seus companheiros de trabalho perguntando-lhe todos os dias como andam aqueles planos de ganhar uma promoção ou de mudar de emprego.

Por sua conta e risco…

Some suas resoluções a seus bons hábitos já formados

Saber aproveitar seus pontos fortes é uma grande virtude e uma atitude louvável.

Em Lifehacker recomendam esta técnica, que implica somar um novo hábito que queira desenvolver a um já formado.

Por exemplo, se você resolver cortar gastos e criar poupança, que tal aproveitar para investir, poupar ou ainda se resolver meditar mesmo que seja por quinze minutos por dia, pode integrar esta prática com técnicas respiratórias para reduzir a ansiedade e o stress, enfim…

A palavra que resume tudo é: consistência.

Não vamos te enganar, fácil não será, afinal integrar novos comportamentos, mudanças nem sempre é tão tranquilo, porém, não é impossível e seguindo essas dicas as chances de você conseguir chegar no final de 2016 muito satisfeito são grandes.

Dicas bônus: Monitore seu progresso.

Estabeleça check-points ao longo do caminho (e comemore toda vez que você chegar lá!).

E no mais, curta a jornada, divirta-se, afinal é para você! 😉