Qual é a estratégia de sua empresa diante da transformação digital?

Há alguns anos já se anunciava uma nova era, orientada pela tecnologias de ponta, recursos altamente avançados e robôs. Se olharmos bem a nossa volta, podemos dizer que já estamos vivendo essa transformação.

Ainda em fase de transição, nos adaptando e entendendo como vai ser a lógica do mundo daqui em diante, porém experimentando cada novo contato com as novas esferas alcançadas pela tecnologia.

Como a sua empresa está encarando novos cenários e possibilidades vindos juntos com a transformação digital? Você considera que seu negócio está acompanhando essa movimentação social, científica e econômica?

Para sobreviver em um contexto de alta agilidade de mudanças, competitividade elevada e públicos mais complexos, as organizações precisam se entregar ao novo e traçar suas estratégias de atuação. Então, te convido a refletir sobre o momento e o que a era digital tem a oferecer.

Impactos e mudanças da transformação digital

Transformação Digital

A transformação digital remodela mais que infraestrutura, máquinas e processos. Ela traz novas rotinas, necessidades e modifica também as relações entre pessoas. Chega sem pedir licença e toma conta dos espaços. Em alguns casos com mais velocidade, em outras situações com mais cuidado.

O fato é que a era digital está intimamente ligada a novos padrões de comportamento da sociedade, onde se encontram clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores. E as empresas precisam entender esse fenômeno, abraçá-lo em sua realidade e usá-lo a favor do crescimento.

Poucos anos atrás, quando falávamos sobre novas tecnologias ou novas mídias, nos referíamos a redes sociais, Smartphones e ferramentas em geral. Hoje, a atenção está voltada para Big Data, Machine Learning, Internet das Coisas e (às vezes temida), Inteligência Artificial.

O uso estratégico dos dados e o surgimento dos negócios inteligentes

Entre os primeiros estudiosos da computação e depois entre os da internet, provavelmente nem o mais otimista deles considerou um dia ter um volume de produção e circulação de dados tão gigantesco como nos dias atuais.

A avalanche de dados, formalmente conhecida como Big Data, nos abriu horizontes nunca imaginados e as transformações decorrentes disso estão por todos lados: no nosso dia a dia, nas tarefas simples, nas complexas, em basicamente tudo.

Estratégia de Negócio        

Esses dados, obviamente chegaram às empresas e são muito mais que informações, considerados como inteligência competitiva, eles fazem parte da estratégia de negócios. A tônica não é mais o volume de dados e sim o que fazer com eles e como usá-los a favor das organizações. Surge então, um novo conceito: os negócios inteligentes.

Eles são, em uma explicação breve, empresas que inseriram a política de captação, análise e uso estratégico dessa base de informações. Aplicado em todos os departamentos, desde o marketing até o estoque, do financeiro até o atendimento ao cliente. São empresas que mudaram a forma de pensar o negócio.

É algo voltado para o intangível, de modo que a automação de processos ou a compra de sistemas são canais para que a nova concepção se manifeste.

Outro pilar importante dos negócios inteligentes e, por que não da transformação digital como um todo, é a qualificação do relacionamento humano. Ao mesmo tempo em que robôs assumem tarefas, as pessoas se tornam protagonistas e forçam os negócios a terem relacionamentos mais humanizados com seus colaboradores, clientes e público em geral.

>> Saiba mais: Você tem refletido sobre a gestão de negócio?

Internet das Coisas e Inteligência Artificial no contexto das empresas

Na prática mesmo, ali nos detalhes da rotina, como a transformação digital é aplicada? Como dissemos acima, estamos em fase de testes e de transição. As empresas estão começando a assimilar  as transformações tecnológicas e a incorporá-las em sua cadeia produtiva.

Cada vez mais, notamos a substituição dos equipamentos obsoletos por novos recursos e a inteligência artificial assumindo atividades braçais, perigosas e desagradáveis possibilitando que os colaboradores se dediquem a trabalhos mais elaborados e táticos.

Inteligência Artificial e Internet das Coisas

Num contexto como o do Brasil, sobretudo com barreiras culturais e econômicas, o processo de adesão à internet das coisas, por exemplo, é de certo modo lento nas indústrias. Todavia, os progressos vindos com a transformação digital são notórios e o entusiasmo também.

Diante disso, o que temos alcançado como resultados são principalmente:

  • Automação da cadeia produtiva;
  • Dinamização e qualificação do atendimento ao cliente;
  • Integração entre setores;
  • Campanhas de marketing e vendas mais consistentes e assertivas;
  • Redução de perdas;
  • E otimização de recursos.

>> Saiba mais: O que o atendimento ao cliente da Amazon tem a nos ensinar

Oportunidades de novos negócios na era digital

O que aparentemente pode ser assustador deve ser visto como uma porta que se abre para novas oportunidades de negócios.

A transformação digital supre demandas existentes, mas traz outras consigo e isso resulta em novos campos a serem explorados ou aperfeiçoados. Como exemplos, podemos citar os negócios de Cloud Computing, robótica, segurança da informação, helpdesk, e por aí vai.

O diferencial está em aderir verdadeiramente a transformação digital como um conceito que quebrou padrões, alterou rotas e está a cada dia trazendo o novo para a realidade corporativa.

Você deve estar imaginando como tudo faz, ou fará, sentido em sua organização. E pode ter certeza de que a gestão inteligente e humanizada tem muito a se beneficiar e a crescer com os novos rumos apresentados pela transformação digital.

>> Saiba mais: Você tem refletido sobre a gestão de negócio?

Ela acontece a cada minuto e avança sem parar. Quanto antes as organizações entenderem isso, mais cedo os benefícios chegarão às suas realidades.

Quer acompanhar outros posts da Milldesk sobre gestão e tecnologia? Então, inscreva-se na newsletter do blog e siga nosso perfil no FacebookTwitter e Youtube!